TCC Mecânica



1. Introdução

2. Dados para o projeto

3. Escolha do Motor

4. Relação de transmissão conjunto

5. Relação de transmissão em cada par

6. Rotação em cada eixo

7. Momento torçor em cada eixo

8. Dimensionamento da corrente

8.1 Relação de transmissão

8.2 Número de dentes

8.3 Fator de correção

8.4 Potência Efetiva

8.5 Escolha do Passo

8.6 Velocidade Tangencial

8.7 Diâmetros Primitivos

8.8 Força útil na corrente

8.9 Distância entre centros estimada

8.10 Número de elos da corrente

8.11 Comprimento da corrente

8.12 Distância entre centros corrigida

8.13 Ângulo de abraçamento

8.14 Indicação da corrente

8.15 Coeficiente de segurança

9. Dimensionamento 1° par de ECDR

9.1 Relação de transmissão

9.2 Números de dentes

9.3 Momento Torçor

9.4 Estimativa do Módulo

9.5 Diâmetros Primitivos

9.6 Força Tangencial

9.7 Largura da Engrenagem

9.8 Pressão de engrenamento

9.9 Dureza Brinell (Pinhão)

9.10 Escolha do material (Pinhão)

9.11 Tensão de flexão no pé do dente (Pinhão)

9.12 Dureza Brinell (Coroa)

9.13 Escolha do material (Coroa)

9.14 Tensão de flexão no pé do dente (Coroa)

10. Dimensionamento 2° par de ECDR

10.1 Relação de transmissão

10.2 Números de dentes

10.3 Momento Torçor

10.4 Estimativa do Módulo

10.5 Diâmetros Primitivos

10.6 Força Tangencial Ftg

10.7 Largura da Engrenagem

10.8 Pressão de engrenamento

10.9 Dureza Brinell (Pinhão)

10.10 Escolha do material (Pinhão)

10.11 Tensão de flexão no pé do dente (Pinhão)

10.12 Dureza Brinell (Coroa)

10.13 Escolha do material (Coroa)

10.14 Tensão de flexão no pé do dente (Coroa)

11. Eixo 1

11.1 Estudo das forças, plano vertical

11.2 Estudo das forças plano horizontal

11.3 Momento fletor resultante

11.4 Momento torçor

11.5 Momento Ideal

11.6 Calculo dos diâmetros

11.7 Calculos das chavetas

11.8 Rolamentos

12. Eixo 2

12.1 Estudo das forças

12.2 Momento torçor

12.3 Momento fletor

12.4 Momento Ideal

12.5 Calculo dos diâmetros

12.6 Calculos das chavetas

12.7 Rolamentos

13. Eixo 3

13.1 Estudo das forças

13.2 Momento torçor

13.3 Momento fletor

13.4 Momento Ideal

13.5 Calculo dos diâmetros

13.6 Calculos das chavetas

13.7 Rolamentos







1. Introdução          Inicio


Projetar um redutor de velocidade para acionamento de um misturador de cerâmica.

Este projeto foi desenvolvido para a conclusão do curso de projeto de máquinas ministrado pelo professor Jânio, no curso Técnico Mecânico da ETEC Machado de Assis, devendo conter os itens:

- Escolha do motor.

- Relação de transmissão conjunto.

- Relação de transmissão de cada par.

- Rotação em cada eixo.

- Dimensionamento da corrente.

- Dimensionamento do 1° par de engrenagens.

- Dimensionamento do 2° par de engrenagens.

- Dimensionamento do 1° eixo.

- Dimensionamento do 2° eixo.

- Dimensionamento do 3° eixo.

- Desenho de detalhes dos eixos e engrenagens.

- Desenho do conjunto.



2. Dados para o projeto          Inicio


Transmissão: Corrente.

Potência: 03cv.

Rotação de entrada (motor): 865 rpm. 

Rotação de saída: 30 rpm. 

Vida das engrenagens: 15.000 horas.

Rendimentos:

 Rolamentos: 0,99.

 Corrente: 0,94.

 Engrenagens: 0,96.



3. Escolha do Motor          Inicio


Motor trifásico de alto rendimento WEG Plus 900 RPM, 03 cv, carcaça 132S.



4. Relação de transmissão conjunto          Inicio




5. Relação de transmissão em cada par          Inicio







6. Rotação em cada eixo          Inicio


Eixo 1



Eixo 2



Eixo 3




7. Momento torçor em cada eixo          Inicio


N [cv]  n [rpm]







8. Dimensionamento da corrente          Inicio


Escolher uma corrente de rolos para um misturador de cerâmica que deverá transmitir 3 cv a 270 rpm acionado por um motor elétrico de 865 rpm.



8.1 Relação de transmissão          Inicio




8.2 Número de dentes          Inicio




8.3 Fator de correção          Inicio


K1 = 1,78



8.4 Potência Efetiva           Inicio




8.5 Escolha do Passo           Inicio




8.6 Velocidade Tangencial           Inicio




8.7 Diâmetros Primitivos           Inicio




8.8 Força útil na corrente           Inicio




8.9 Distância entre centros estimada           Inicio




8.10 Número de elos da corrente           Inicio




8.11 Comprimento da corrente           Inicio




8.12 Distância entre centros corrigida           Inicio




8.13 Ângulo de abraçamento            Inicio




8.14 Indicação da corrente          Inicio


Corrente simples código 08A-1


Carga de ruptura 1700 kg



8.15 Coeficiente de segurança          Inicio




9. Dimensionamento 1° par de ECDR          Inicio


Para transmitir 3 cv de 270 rpm para 90 rpm, sendo dados θ 20° e vida 15.000 horas.



9.1 Relação de transmissão          Inicio




9.2 Números de dentes          Inicio




9.3 Momento Torçor          Inicio




9.4 Estimativa do Módulo           Inicio




9.5 Diâmetros Primitivos           Inicio




9.6 Força Tangencial           Inicio




9.7 Largura da Engrenagem           Inicio




9.8 Pressão de engrenamento           Inicio




9.9 Dureza Brinell (Pinhão) (HB)          Inicio




9.10 Escolha do material (pinhão)          Inicio




9.11 Tensão de flexão no pé do dente (pinhão)          Inicio




9.12 Dureza Brinell (coroa) (HB)          Inicio




9.13 Escolha do material (coroa)          Inicio




9.14 Tensão de flexão no pé do dente (coroa)          Inicio




10. Dimensionamento 2° par de ECDR          Inicio


Para transmitir 3 cv de 90 rpm para 30 rpm, sendo dados θ 20° e vida 15.000 horas.



10.1 Relação de transmissão          Inicio




10.2 Números de dentes          Inicio




10.3 Momento Torçor          Inicio




10.4 Estimativa do Módulo           Inicio




10.5 Diâmetros Primitivos           Inicio




10.6 Força Tangencial           Inicio




10.7 Largura da Engrenagem           Inicio




10.8 Pressão de engrenamento           Inicio




10.9 Dureza Brinell (Pinhão) (HB)          Inicio




10.10 Escolha do material (pinhão)          Inicio




10.11 Tensão de flexão no pé do dente (pinhão)          Inicio




10.12 Dureza Brinell (coroa)          Inicio




10.13 Escolha do material (coroa)          Inicio




10.14 Tensão de flexão no pé do dente (coroa)          Inicio




11. Eixo 1          Inicio




11.1 Estudo das forças, plano vertical          Inicio






11.2 Estudo das forças plano horizontal          Inicio






11.3 Momento fletor resultante          Inicio




11.4 Momento torçor          Inicio




11.5 Momento Ideal          Inicio




11.6 Cálculo dos diâmetros          Inicio




11.7 Calculos das chavetas          Inicio





11.8 Rolamentos          Inicio




12. Eixo 2          Inicio




12.1 Estudo das Forças          Inicio








12.2 Momento Torçor          Inicio




12.3 Momento Fletor          Inicio




12.4 Momento Ideal          Inicio




12.5 Calculos dos Diâmetros          Inicio




12.6 Calculos das Chavetas          Inicio




12.7 Rolamentos          Inicio




13. Eixo 3          Inicio




13.1 Estudo das Forças          Inicio







13.2 Momento Torçor          Inicio




13.3 Momento Fletor          Inicio




13.4 Momento Ideal          Inicio




13.5 Calculo dos Diâmetros          Inicio




13.6 Calculos das Chavetas          Inicio




13.7 Rolamentos          Inicio




Desenho do Conjunto Montado





Ċ
Site do Vidal,
6 de ago de 2013 15:46
Comments